St. Germain

Hoje é sexta-feira, tenho certeza que todo mundo sabe disso, porque esse é com certeza o dia mais aguardado da semana. Para comemorar o início do fim de semana, o assunto só poderia ser álcool… hehehe
Não me interpretem mal, sou a favor do consumo consciente e do se beber não dirija, mas também verdadeiramente apaixonada por virtuosismos enológicos, cervejeiros e coqueteleiros. E depois de muito ouvir falar, em minha viagem para a Europa eu adiquiri renomado licor St Germain.
IMG_8096
Além da garrafa, de inspiração Art Deco e incrívelmente linda, o sabor é maravilhoso. Uma combinação de aromas de flores brancas com notas de abacaxi e maracujá, remete ao sabor dos vinhos de Gewurstraminer, mas ainda mais intenso. Um pouco enjoativo demais para ser bebido sozinho (para o meu paladar), ele mostra toda sua graça como ingrediente para coquetéis refrescantes e sofisticados, em combinações com vinho branco ou rosé e champagne ou em releituras de drinks clássicos.
Produzido artesanalmente a partir das flores de sabugueiro colhidas a mão nos alpes franceses, a bebida vendida em garrafas numeradas, se destaca pelo seu refinamento desde a produção até o seu lindo e bem executado site, que traz receitas, citações, história e processo de frabicação, num lay out com a mesma inspiração da garrafa.
Mas… como nada é perfeito, o licor (de preço médio de 30 e poucos dólares nos EUA) não é comercializado no Brasil (hello importadoras!!!!). Por isso cada vez que eu me delicio com um drink e vejo o nível da minha garrafa descer experimento um momento deliciosamente agridoce: E quando acabar, o que eu faço? Até porque eu invariávelmente me esqueço de encomendar pros frequent flyers minha garrafinha.
Vos deixo então, nesta sexta feira surpreendentemente ensolarada (pelo menos aqui em Sampa), com a primeira receita de muitas utilizando St. Germain, para deixa-los com vontade experimentar e de viajar. Já deixo aqui também um pedido: quem for para Europa ou EUA me traga, por obséquio, uma garrafa.

IMG_8142
The Chunnel
(receita do site Chow, inspirada no dry martini)

1 parte de St. Germain
2 partes de gim
Suco de meio limão
Gelo
Twist de limão para decorar

Combine o licor, o gim e o suco de limão numa coqueteleira com gelo e bata. Coe numa taça de martini e decore com o twist de limão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: