Não sei se caso ou se compro uma bicicleta.

Quando comecei a planejar minha festa de casamento, eu pensei que ía ser a coisa mais maravilhosa do mundo passar tantos meses escolhendo cada detalhe, provando roupas, docinhos, escolhendo músicas… Como em geral ocorre, a ingenuidade preparou o terreno para uma grande decepção.
Não me entendam errado, minha festa foi deliciosa, cheia de pessoas queridas e com tudinho do jeito que eu tinha escolhido. Mas o caminho até chegar lá foi longo e tortuoso. A industria das festas de casamento é uma coisa realmente horrorosa, que se utiliza sem dó da emoção das pessoas para extorquir até o último centavo. Não vou discorrer aqui sobre cada uma das decepções, porque seria muitíssimo chato e também porque algumas coisas talvez sejam somente birra minha, e nesse caso não convém mesmo divulgar e acabar prejudicando um profissional sério.
O único caso que preciso mencionar, nem que só para aplacar meu desejo de justiça, é o do Fernando Pires. Encomendei na loja dele uma bota branca de renda sob medida, paguei o valor integral no momento do pedido, e depois de duas semanas, quando fui buscar minha bota, ela não fechava na minha perna (não entendi, não era sob medida???). E não é que faltasse um pouquinho, a bota estava vários centímetros menor do que minha panturrilha. Ao comunicarmos o defeito à atendente da loja, ao invés de pedir desculpas e corrigir o erro, ela disse que a bota estava de acordo com o que eles tinham medido na encomenda, e a minha perna é que devia ter aumentado, e ainda tiveram a coragem de dizer que se eu quisesse que fosse refeita teria que pagar uma bota nova. Depois de mais de uma semana de discussão pelo telefone, eu voltei até a loja e falei com o próprio Fernando, e ele finalmente concordou em alterar a bota, e tirou novamente as medidas da minha perna. Cerca de três semanas depois, quando a bota voltou para mim de novo (acreditem se quiser!!!!), ainda não servia. Eu havia encomendado a bota cerca de 4 meses antes da data, e faltando 3 semanas para o casamento ainda não tinha o que calçar. Além do dinheiro mal gasto, fiquei tão desgostosa com a situação que quase joguei a bota fora, não queria mais olhar praquilo. Quem teve que dar um jeito na bota para eu poder usar no grande dia foi o estilista responsável pelo meu vestido, a quem eu só tenho a agradecer.
Passem longe da loja deste sapateiro, pois além de cobrar preços altíssimos ele não tem respeito nenhum pelo cliente e nem seriedade.
Mesmo com esse tipo de incidente o casamento aconteceu e foi um sucesso, mas se fosse pra fazer tudo de novo eu deixava tudo isso de lado e faria uma festa pequena e DIY, porque não tem nada mais triste do que ver a incompetência e ganância de certos profissionais transfomarem seu sonho em pesadelo.
E para separar o joio do trigo, tenho que dizer que o catering do Zest foi maravilhoso. Fugindo da regra geral de casamentos e festas afins, a comida não é apenas maravilhosa, mas incrivelmente farta. Não teve um convidado que não tenha mencionado os quitutes. Ainda farei um post mais detalhado sobre eles, aguardem.

Uma resposta to “Não sei se caso ou se compro uma bicicleta.”

  1. José DeMauro Says:

    a vida é dura e impiedosa.
    Ela te joga no chão e depois te chuta. Levantar rápido é a resposta.
    Em que pese, eu estava lá, a sua bota ter sido elogiada ao infinito, creio que sua reclamação procede, mesmo assim creio que voce não poderia usar uma roupa, incluindo a bota, mais “LEONORA”.
    Beijos. Reclamar, mesmo assim é realmente a maneira de nos curarmos dos chutes. Eu teria escolhido a bricadeirinha do salão em prorrogar o horario.
    Beijos…..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: