Camamo


Para entender como é o restaurante Camamo, em Tibau do Sul-RN, só há uma opção: conhecer. Considerando isso, eu vou tentar humildemente contar pra vocês a minha experiência lá.
Antes que alguém pergunte qual o significado do nome, imagine você que ele foi uma palavra inventada por uma criança para designar uma fruta. É com esse espírito livre que o Chef Tadeu Lubambo concebeu seu restaurante, que serve somente menu confiance para no máximo oito pessoas por noite.

O passeio começa com Tadeu mostrando diversos objetos que acumulou ao longo de sua vida e viagens (ele era reporter fotográfico e chegou a passar alguns meses vivendo entre os índios ianomâmis), entre eles folhas e galhos que ele compara às obras de grandes artistas, afirmando com convicção: Gaudi não inventou, só copiou. A natureza já tinha inventado.

Depois de apresentar a casa Tadeu te convida e escolher um lugar para se acomodar e aguardar o jantar, e sua equipe trás uma caipirosca (imperdíveis foram as de banana com gengibre, limão e pimenta e a de umbu-cajá). Se a rede estiver vaga vá direto nela.
É bom avisar que o restaurante não é para os fracos. Se você tem uma lista enorme de itens que não come, se não mistura doce com salgados, se não come carnes cruas, melhor deixar pra lá. Já se você é um ser humano despido de preconceitos alimentares, esta vai ser uma das noites mais felizes da sua vida.
Vamos aos pratos:
– Salada de alface e pétalas de rosa com queijo Roquefort, pêra, castanha de caju doce e salgada e molho de mostarda e mel
– Tartar de jacaré com crocante de batata doce
– Sopa de espinafre com crocante de cenoura
– Sorvete de Wassabi- para limpar o paladar
– Ostras levemente gratinada com vinho branco, manjericão e parmesão
– Espuma de maracujá- para limpar o paladar
– Lagostim com patê de foie, manga grelhada e farofa thai
– Compota de goiaba com queijo parmesão e sorvete de pistache
Coloquei todas as fotos dos pratos numa galeria, mas só para constar porque a iluminação somente com velas do local não favoreceu:


Neste artigo do uol encontrei a definição perfeita para a cozinha de Lubambo: tropicalismo gastronômico.
Depois do jantar, aproveitando a simpatia de Tadeu e de sua mulher, ficamos por alí ouvindo pequenas histórias e anedotas. No meio da conversa, o chef ressalta o talento de sua equipe e diz com sinceridade que prefere deixar a execução de suas receitas para eles, principalmente a montagem dos pratos, porque se acha descordenado e que um prato montado por ele ficaria horroroso. Mas está sempre presente fiscalizando de perto o andamento da noite em cada detalhe. E seu pessoal realmente não decepciona, oferendo uma comida e serviço impecáveis e que faria inveja a qualquer restaurante de luxo em São Paulo.
Muitas vezes os restaurantes de cozinha mais sofisticada perdem o encanto ao exagerar na afetação e achar que um jantar de nível depende de decoração pós moderna e móveis assinados. Não é o caso aqui. É precisamente essa combinação tão peculiar de sofisticação com familiaridade que faz do Camamo tão especial dentro do cenário gastronômico atual, que massacra aos poucos a personalidade das casas em direção a um padrão unificado para o mercado de luxo.
Na despedida, Tadeu contou ainda que tem vontade de abrir uma casa em São Paulo, seguindo a mesma linha autoral e para poucos comensais. Imagino como isso funcionaria, o que entraria no lugar do chão de areia, das tochas e da varanda linda; e se o público paulistano acolheria tanta individualidade. Mas pelo que ví nessa visita, o chef tem idéias e carisma de sobra para essa empreitada.
Não posso deixar de mencionar: Visitei o restaurante duas vezes porque na primeira noite eu estava passando mal e tive que ir embora no meio do jantar. A equipe do Camamo fez a gentileza de nos cobrar apenas o vinho. Delicadeza como é raro encontrar por aí!
E você, já teve um jantar inesquecível, num restaurante original como esse? Conte nos comentários qual foi sua experiência gastronômica mais inusitada!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: