As Cores das Capas

Por José De Mauro Filho

Este texto é sobre charutos, portanto se você não tem 18 anos, por favor, deixe de ler. É proibido por lei.
Sei que o fumo causa problemas de saúde. Fumar charuto é uma decisão pessoal minha e leva em conta os riscos advindos dessa decisão. Milhares de pessoas morrem no trânsito, mas não se proíbem os carros.

Os Funcionários responsáveis pela classificação dos charutos pela cor da capa em uma fábrica conseguem identificar uma grande gama de tonalidades, de 40 a 200 conforme a fonte consultada.
Para nós consumidores sete cores básicas são as referencias do mercado. Coloco em negrito os nomes mais usados para essas cores.
Vamos a elas:
-Doble claro, candela, claro claro, jade, louro ou AMS (American Market Selection).
A mais clara das capas, cor próxima ao amarelo, puxando um pouco para o verde. Obtida por secagem rápida da capa que retém a clorofila da folha. Normalmente as folhas são ásperas.
Padrão aproximado CMYK 55/50/60/0.
-Claro, colorado claro ou Habano fulvo.
Resultado do cultivo da planta a sombra, tonalidade de um castanho amarelado. Um pouco mais escuro do que a anterior e sem o verde, normalmente capas de sabor neutro.
Padrão aproximado CMYK 35/60/80/0.
-Colorado claro, castanho claro, natural, café com leite ou EMS (English Market Selection).
Marrom médio, a cor das folhas cultivadas ao sol. Cor da maioria dos Cohiba.
Padrão aproximado CMYK 40/60/80/20.
-Colorado.
Um marrom avermelhado de médio para escuro. Considerada uma cor indicativa de capas cultivadas a sombra e bem maturadas. Sabor marcante e odor delicado.
Padrão aproximado CMYK 35/60/80/30.
-Colorado maduro ou castanho.
Tonalidade marrom de médio para pouco mais, sabor rico, porém pouco forte com odor complexo.
Padrão aproximado CMYK 35/60/80/40.
-Maduro.
Capas de odor suave, porém com sabor de médio para forte e ligeiramente doce. Sua cor é próxima do café torrado em grão. Normalmente vem em charutos mais encorpados.
Padrão aproximado CMYK 45/60/50/40.
-Oscuro, preto ou negro.
Feito das folhas do topo da planta, deixadas ao sol por mais tempo e mais fermentadas. Tem cheiro mais forte e sabor levemente adocicado.
Padrão aproximado CMYK 60/60/50/40 ou mais escuro.

CMYK é o padrão utilizado para definir digitalmente cores de impressão e indica as porcentagens de Cian/Magenta/Yelow/Black necessários para compor determinada cor.
As combinações CMYK que indico acima foram determinadas visualmente, de modo bem amador, e servem como referencia aproximada. Uso como referencia o livro “Process Color Manual”, autores Michael e Pat Rogondino, editora Chronicle Books, datado do ano 2000, que custa cerca de US$70.00 na Amazon.
A primeira foto mostra alguns charutos de diferentes tonalidades, a segunda foto a cor aproximada de cada padrão acima descrito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: